Como começa uma infiltração?

Diversas são as causas e, também, as manifestações e consequências de uma infiltração. Ela pode ser resultado de obras mal executadas (telhados instalados inadequadamente, estruturas feitas sem cálculo para escoamento de água ou retenção de chuva), de desgaste de estruturas, uso de material inadequado na construção e, ainda, vazamentos.

No quesito manifestação externa das infiltrações, os principais problemas são umidade e bolor, esfarelamento de superfície das estruturas, estufamento do material, como em pisos e revestimentos, descascamento de tinta e, no pior dos casos, acúmulo direto, abundante e com escape de água na região afetada.

No que diz respeito as consequência, a má notícia é que são imprevisíveis. Inúmeros e graves são os problemas que uma infiltração pode causar. Além das onerosas obras de reparo de estruturas danificadas diretamente, há, ainda o risco de outras partes da edificação serem atingidas, como eletrodomésticos, automóveis e, o pior de todos: o piso de baixo ou o apartamento o vizinho.

Infiltração: um problema silencioso

A infiltração pode crescer silenciosamente. Antes de se manifestar sob forma de umidade superficial ou vazamentos indiretos, ela pode ir percolando materiais internamente até afetar áreas visíveis externamente. Quando descoberta, o dano pode ser irreparável. Por isso, a impermeabilização adequada é tão importante no combate a infiltrações, pois evita que o estrago se alastre preventivamente.

como começa uma infiltração problemas

Principais causas das infiltrações e soluções

  • Infiltrações causadas pela chuva

Após alguns anos, o muro ou a fachada ficam mais suscetíveis à exposição da chuva. Não é incomum que estruturas externas deixem passar umidade de águas pluviais para as áreas internas da edificação.

Além do desgaste natural que gera rachaduras, imóveis que passaram por reformas recentes podem adquirir fendas que facilitam a entrada de água, gerando mofo e bolor interno.

SOLUÇÃO: Para infiltrações com sentido externo para interno, apenas soluções que exigem reparo total da superfície, são aplicáveis. Por isso, antes de produtos para impermeabilização, deve acontecer a raspagem do bolor e umidade. A refeitura da argamassa é opcional, pois já existem no mercado produtos impermeabilizantes que desempenham esse papel, exigindo apenas a pintura posterior.

Infiltrações por conta da água acumulada na laje são as mais comuns em uma construção e costumam, quando não tratadas adequadamente, deixar sequelas e grandes prejuízos.

Elas são capazes de afetar a estrutura do teto e paredes internas do imóvel, trazem danos estruturais graves e até mesmo comprometem definitivamente as edificações.

SOLUÇÃO: Primeiro é preciso consertar a origem do problema. Sanado o vazamento, você vai precisar impermeabilizar a região afetada externamente. A melhor opção para a impermeabilização de lajes são as modernas técnicas com sistema de poliéster flexível. Além de não precisar de reparo do dano causado na superfície da laje, ele fornece uma cobertura que imita piso e tem diferentes acabamentos para escolha, adequando-se ao local.

Quer saber mais sobre infiltração na laje? Acesse este material e fique sabendo detalhadamente como lidar com o problema.

Apesar dos telhados serem construídos com inclinação preventiva contra entrada de água, chuva e vento podem abalar a estrutura ou quebrar telhas, causando goteiras e vazamentos.

Os vazamentos também podem ocorrer por conta de telhados construídos com desnível ou falta de manutenção.

Algumas telhas são feitas de materiais que tendem a acumular água. Consulte sempre um especialista a respeito para, depois, não ter problemas de goteiras e infiltrações ocasionadas por água retida dentro das telhas.

SOLUÇÃO: É preciso trocar as telhas com problema. Depois de promover a substituição, as próprias telhas devem ser impermeabilizadas. Além das telhas, todas as estruturas abaixo podem (e devem) receber impermeabilização, incluindo a laje. Assim, o imóvel fica mais protegido.

Em terrenos úmidos ou em locais onde ocorre acúmulo de água da chuva no solo é comum encontrar infiltrações estruturais resultantes da umidade dos alicerces que sobem da terra.

SOLUÇÃO: Será preciso injetar, através de furos projetados na parede, produtos a base de silicatos, que enrijecerão a estrutura, deixando a umidade de fora.

  • Calhas entupidas

Calhas podem ser obstruídas por folhas e outros dejetos, gerando infiltrações. Tome cuidado com a manutenção desse elemento que gera goteiras em paredes e umidade na parte externa e interna da casa.

SOLUÇÃO: Em caso de infiltrações de fora para dentro, apenas soluções tradicionais são possíveis. A feitura do reparo deve ser semelhante aos casos de infiltrações por conta da chuva.

  • Infiltrações em janelas e soleiras

Chuva forte pode causar infiltração na parte interna de janelas e soleiras, causando queda de reboco, estufamento de tinta e mofo, prejudicial à saúde de todos.

O problema pode ser resultado de uma vedação feita de forma inadequada ou problema na pingadeira, superfície instalada na soleira da janela, que escoa a água da chuva e deve ser colocada em ângulo que não permita que a água entre dentro do imóvel.

SOLUÇÃO: É preciso fazer a vedação adequada da janela, com a aplicação de um selante. Para o caso de pingadeira em ângulo inadequado, recomenda-se, primeiro, a substituição da peça antes do selante impermeável em todas as frestas e cantos da janela.

  • Infiltrações em banheiros e instalações como cozinhas industriais e frigoríficos

A palavra de ordem para espaços expostos à água no funcionamento diário é impermeabilização. Impermeabiliza-se para evitar que a região não seja infiltrada pela água que escorre e para que vazamentos dessa região não afetem outros espaços da casa.

SOLUÇÃO: o sistema de poliéster flexível desponta como opção número um para espaços sujeitos à água constantemente. Além de todas as vantagens, a resistência em ambientes industriais é elevada em relação a outros métodos. Mesmo sob efeitos de raios UV, altas e baixas temperaturas, incluindo ciclos de gelo e degelo, e frequente tráfego de carga pesada, o material apresenta adaptabilidade e durabilidade garantida.

Solução definitiva para infiltrações

O moderno sistema de poliéster flexível oferece muito mais vantagens em impermeabilização do que os métodos convencionais. A começar pela durabilidade, pois são definitivos e não precisam de reparos periódicos como materiais tradicionais em forma de cimentos poliméricos, cristalizantes, resinas epóxis ou fibras e mantas flexíveis simples, incluindo a manta asfáltica.

Ele também não exige que a superfície afetada pela umidade seja quebrada, o que evita mais gastos e contratempos com obra. Além disso, enquanto um método rígido ou flexível tradicional pode levar bastante tempo, o poliéster flexível é aplicado em um tempo médio seis vezes mais rápido.

Não gaste seu tempo e dinheiro em soluções de impermeabilização que não irão conter infiltrações. Assista ao vídeo na home de nosso site e fique livre do problema definitivamente!

Comentários

Comments are closed.