Reforma de garagem em condomínio: como fazer certo

Reforma é algo que necessita de planejamento e paciência. Mesmo em se tratando da reforma de garagem. Se o caso for a reforma de garagem em condomínio, exige-se ainda mais cuidados como a concordância e colaboração de todos os condôminos.

 

Neste artigo vamos tratar de algumas considerações importantes que devem ser levadas em conta na hora da reforma do estacionamento ou da garagem em condomínio. Acompanhe!

 

O que é necessário para reforma de garagem em condomínio?

 

1. Aprovação dos condôminos:

reforma de garagem em condomínio

 

Todo síndico deve saber que qualquer obra a ser feita dentro do condomínio deve seguir as normas do condomínio e ser aprovada pelos condôminos na Assembleia Geral.

Se estiver pensando em reformar a garagem, os moradores além de concordar, terão que ter consciência de que passarão por um período em que não poderão utilizar esse espaço, o que gera sempre alguns transtornos.

 

Leia:

 

2. Planejamento:

reforma de garagem em condomínio

 

Procure embasar bem a proposta. Faça um planejamento, apresentando orçamento de custos e previsão de tempo da obra. Isso pode deixar os moradores um pouco mais tranquilos.

 

Aproveite o momento da reforma para reunir todas as ações necessárias. Verifique se, além da manutenção do piso, é necessário também resolver problemas de infiltração. E se o encanamento e as instalações elétricas que porventura passem pela garagem necessitam de algum reparo.

Assim os moradores sentem os contratempos de toda reforma somente uma vez.

Veja:

 

3. Logística:

reforma de garagem em condomínio

 

Esse é um item que facilmente pode ser esquecido no momento do planejamento. Porém, para os moradores é imprescindível saberem onde deixarão seus carros, com segurança, durante o período de reforma.

 

Por isso, não esqueça de avaliar se os carros podem ser deixados na rua no entorno do condomínio. Neste caso, você pode contratar um vigia temporário.

Ou se é mais viável buscar outra alternativa, como guardar os carros à noite num estacionamento particular das redondezas. Neste caso, você pode negociar um preço fechado para o período da reforma.

 

4. Contratação de profissionais:

reforma de garagem em condomínio

 

Nem pensar em contratar o pedreiro “faz tudo” para reformar a garagem. Por menor que seja a reforma, buscar alternativas mais baratas neste caso, pode sair caro.

Contrate uma empresa especializada neste tipo de obra. Somente profissionais capacitados podem avaliar a extensão da necessidade de reforma. E indicar os melhores materiais e quais tipos de serviços devem ser executados. Além de informar uma previsão do tempo para a execução da obra.

 

Além disso, somente um engenheiro ou um profissional com profundo conhecimento técnico pode prever eventuais problemas que podem surgir durante a obra.

 

5. Materiais utilizados na reforma de garagem:

reforma de garagem em condomínio

 

Na compra dos materiais, não é só o preço que deve ser levado em conta. Mas a qualidade. Afinal, a garagem é um local de tráfego intenso e que necessita de piso reforçado e com boa durabilidade.

 

A qualidade da tinta utilizada na pintura de faixas, paredes ou colunas também deve ser considerada. Caso contrário, a pintura exigirá retoques com frequência, aumentando os custos para o condomínio.

 

Outra grande preocupação deve ser com a impermeabilização. De nada adianta colocar um piso novo e reforçado se não resolver problemas de infiltração. Pensar em uma boa solução para impermeabilização é a garantia para não ter dor de cabeça no futuro.

 

Sistema de impermeabilização para reforma de estacionamento

impermeabilização de garagem de condomínio Fibersals
Sistema Fibersals de impermeabilização em rampa de acesso de garagem

 

 

Se a garagem for aberta, a aplicação de um sistema de impermeabilização é a melhor solução para garantir a durabilidade do piso contra intempéries e infiltrações.

 

A Fibersals dispõe de um sistema em poliéster flexível de alto desempenho, o qual pode ser aplicado diretamente sobre o piso ou superfície existente. Tudo isso sem o transtorno de quebradeira e formação de entulho. É garantia de um piso de alta resistência, com acabamento e garantia de 15 anos. Além disso, as pinturas do piso podem ser feitas diretamente no acabamento do sistema de impermeabilização.

 

Seguindo estas dicas, certamente o incômodo da reforma será minimizado e proporcionará, além de uma reforma bem feita, a valorização dos imóveis e qualidade de vida e segurança aos moradores.

 

Gostou do texto? No blog da Fibersals você encontra mais dicas de reforma.

Comentários

Comments are closed.