Veja as diferentes finalidades que a impermeabilização de piso pode ter

Os pisos são elementos muito importantes de qualquer edificação. Podem estar sujeitos ao tráfego de pessoas, veículos, movimentação de máquinas e equipamentos, intempéries do tempo como sol e chuva e, por isso, também acabam sofrendo com a abrasão, desgaste e deterioração ao longo do tempo durante a fase de utilização.

 

Algumas decisões acertadas podem contribuir para uma maior vida útil de um piso, como um projeto e planejamento adequado, execução bem-feita, escolha correta dos revestimentos e cuidados periódicos com a manutenção.

Neste texto vamos abordar as diferenças entre os revestimentos que podem ser utilizados e a diferença dos tipos de impermeabilização de um piso.

 

Diferença: Piso e Revestimento

Antes de mais nada é preciso entender a diferença dos conceitos de piso e revestimento.

 

Piso é a parte do elemento estrutural, que pode ser uma laje por exemplo, cuja função é receber e distribuir as cargas e esforços que são solicitados.

 

E o revestimento é que a camada mais superficial do piso, podendo ser entendida como a camada de acabamento.

 

impermeabilização de piso

 

Uma maneira simples de entender essa diferença é analisar o piso industrial.

Neste caso, o piso tem uma função bastante importante como elemento estrutural, sendo responsável por receber as cargas das máquinas, equipamentos e qualquer que seja o esforço resultante da atividade fabril.

Dessa forma, o piso industrial é feito de concreto armado, devidamente dimensionado para suportar as cargas e ter estabilidade, solidez e segurança estrutural.

O revestimento pode variar de acordo com a atividade fabril, e pode ser feito com concreto polido, granitina ou pintura epóxi por exemplo.

 

impermeabilização de piso

 

Na prática, na maior parte do Brasil os nomes piso e revestimento são utilizados para denominar diferentes tipos de cerâmicas e porcelanatos que são comumente utilizados nas obras.

Esse tipo de material é bastante utilizado em áreas molhadas internas, especialmente pela facilidade de limpeza, e também em áreas externas, como revestimento em áreas de garagem.

Contudo, durante os anos de utilização esses materiais podem começar a perder a camada de esmalte superficial de proteção.

 

A impermeabilização de piso

impermeabilização de piso

 

A impermeabilização tem uma função extremamente importante em qualquer elemento estrutural de concreto armado, protegendo a estrutura contra os ataques da infiltração e umidade que são a causa das mais diversas patologias nas edificações.

Com o piso não é diferente.

 

Há uma série de diferentes tipos de sistema de impermeabilização no mercado e que são indicados para casos diferentes.

Leia:

 

No caso das lajes de piso, especialmente aquelas que estão diretamente expostas à chuva, a impermeabilização é feita diretamente sobre a estrutura de concreto, e devem ser revestidas por não suportarem choques mecânicos.

 

Há outro tipo de impermeabilização, feito diretamente sobre o revestimento, com finalidades estéticas.

Com o decorrer do tempo acontece o desgaste natural dos materiais, especialmente os revestimentos mais porosos e que estão expostos ao tempo. Com isso os ataques da umidade começam a surgir em forma de manchas, perda de brilho, ficam encardidos, e começam a ficar difíceis de limpar.

 

Saiba mais:

 

 

  • Impermeabilização Estrutural

impermeabilização de piso

 

Nesta categoria estão os sistemas de impermeabilização que tem a função de proteger os elementos estruturais contra o ataque da umidade.

 

Como o concreto não é um material impermeável, é preciso que haja uma barreira para evitar a água entre em contato direto com a estrutura.

 

A infiltração está associada à algumas patologias importantes nas estruturas de concreto armado como o desplacamento, perda de seção nominal, exposição e corrosão de armaduras, carbonatação, eflorescências decorrentes da lixiviação do concreto.

 

Entenda:

 

Neste sentido, a execução deste tipo de sistema de impermeabilização não é uma questão opcional, e sim uma etapa construtiva deve ser obrigatoriamente observada, e que está normatizada por normas técnicas, como a NBR 9574:2008 – Execução de Impermeabilização e a NBR 9575:2010 – Impermeabilização – Seleção e projeto, por exemplo.

 

Os sistemas de impermeabilização estruturais são classificados em dois tipos: rígidos e flexíveis.

Quando o elemento não está sujeito a grandes movimentações térmicas, como fundações e elementos aterrados, é possível executar sistemas rígidos. Já quando o elemento está exposto, é preciso que sejam executados sistemas flexíveis, de forma à acompanhar os movimentos da estruturas sem que haja falhas.

 

A manta asfáltica é um exemplo de sistema de impermeabilização flexível bastante utilizado. Como este material (na sua forma mais comumente comercializada) não suporta choques mecânicos e tem baixa resistência à abrasão, é preciso que seja feito um revestimento superficial (contrapiso).

 

 

  • Impermeabilização Estética

impermeabilização de piso

 

São considerados sistemas de impermeabilização estéticos aqueles que são aplicados diretamente sobre os revestimentos do piso, de forma a protegê-los contra umidade superficial, facilitar a limpeza e manutenção, e conferir renovação visual.

 

Por isso é fundamental e importante lembrar que:

  • Pisos cerâmicos não são sistemas de impermeabilização;

  • Impermeabilizar a cerâmica não é capaz de proteger os elementos estruturais contra os ataques de umidade.

 

Se a laje de piso apresenta sinais de patologias de infiltração, a impermeabilização superficial estética não é capaz de resolver definitivamente os problemas.

Neste caso, é preciso entrar em contato com empresas e profissionais experientes para que seja feita uma vistoria e posteriormente discutidas as soluções.

 

A impermeabilização dos revestimentos de um piso são capazes de aumentar a sua vida útil, e resolver problemas como o excesso de manchas e dificuldade de limpeza, por exemplo.

É recomendado impermeabilizar revestimentos porosos, como o concreto polido, o cimento queimado, ladrilhos hidráulicos, granitina, e pisos e azulejos cerâmicos em geral.

 

 

  • Impermeabilização de piso com o Sistema Fibersals

Impermeabilização de piso com o Sistema Fibersals
Impermeabilização de piso com o Sistema Fibersals

 

O sistema poliéster flexível é uma exclusividade da Fibersals, e pode ser utilizado como solução definitiva para problemas de infiltração em elementos estruturais, como as lajes de piso.

 

Este sistema pode ser aplicado diretamente sobre a estrutura preexistente, reduzindo dessa forma o tempo de obra, geração resíduos, e a liberação para o tráfego.

 

O sistema Fibersals possui um elevado índice de elasticidade, o que permite o seu uso em áreas expostas e sujeitas a grandes movimentações térmica, e também possui uma alta resistência à abrasão e choques mecânicos, podendo ser utilizado inclusive em áreas de tráfego de veículos pesados.

Dessa forma, o sistema não precisa ser revestido, o que não gera sobrepeso na estrutura de uma nova camada de revestimento.

 

Como não é necessário um novo revestimento, o poliéster flexível é utilizado como a camada de revestimento final, conferindo assim uma renovação visual e estética para área do piso a ser impermeabilizada.

 

Para saber mais sobre o sistema Fibersals, entre em contato com um de nossos consultores.

Comentários

Comments are closed.