Documentos necessários para iniciar uma obra de construção civil

Engana-se quem pensa que basta dinheiro e vontade para iniciar uma obra. O Código de Obras dos municípios é o guia para quem deseja construir e lista uma série de documentos necessários para tal. Descubra hoje, no post, esses documentos e a importância do licenciamento para obras para garantir sua legalidade.

 

Licenciamento para obras

O licenciamento para obras é imprescindível ao construir um imóvel. Sem ele, o dono do imóvel está sujeito a multas, embargos e, até mesmo, à demolição da construção. Para licenciá-la, é preciso obedecer ao Código de Obras, específico de cada cidade.

 

O Código de Obras de São Paulo, por exemplo, traz documentos específicos para atender à lei de uso e ocupação do solo, diferentes do Rio de Janeiro e de Porto Alegre, por exemplo. Em Curitiba, deve existir normas diferentes daquelas de Florianópolis. Por isso, é importante que o interessado consulte a legislação e os órgãos municipais.

 

Alguns documentos, porém, são comuns nas municipalidades: projetos, alvará de construção, matrícula do imóvel e ART/RRT.

 

Projetos

Aquele que pretende construir deve apresentar-se à Prefeitura munido do projeto arquitetônico e do projeto estrutural, com as respectivas ARTs (or RRTs) dos profissionais responsáveis pela obra. Por meio dos projetos, a municipalidade entenderá o tipo da construção e quais as necessidades legais para cada caso.

documentos obra de construção civil código de obras

Além de atender aos desejos do dono do imóvel, os projetos devem estar de acordo com o Código de Obras de cada município. Instalações elétricas, hidráulicas, sanitárias e outros detalhes constam nesses projetos.

 

Alvará de construção

A aprovação dos projetos junto à Prefeitura embasa a emissão do alvará de construção, que nada mais é do que uma permissão concedida para o início da obra. O alvará indica que os projetos apresentados estão de acordo com a legislação municipal (Código de Obras).

 

Nele, consta a indicação do responsável técnico pela obra e do proprietário, o prazo de validade e a assinatura de uma autoridade municipal. Vale destacar que, para o alvará ser emitido, o interessado deverá pagar uma taxa.

 

É importante lembrar que há construções que dispensam a emissão de alvará de construção, como:

  • Pequenas reformas que não impliquem alterações na área construída e nas áreas comuns das edificações;
  • Pintura e consertos pequenos de prédio (vazamentos, reparos em revestimento);
  • Construção de galerias, jardins, caramanchões, pavimentações a céu aberto.

 

Documento de propriedade do imóvel

A matrícula atualizada do registro de imóveis também é um documento necessário. Ele comprova a propriedade do terreno em que ocorrerá a construção.

 

ART ou RRT

ART ou Anotação de Responsabilidade Técnica, criado pela Lei nº 6.496/77, é um documento de responsabilidade emitido pelo engenheiro responsável pela obra, com registro ativo no CREA (Conselho Regional de Engenharia).

 

O RRT ou Registro de Responsabilidade Técnica é o mesmo documento, porém emitido pelo arquiteto com registro no CAU (Conselho de Arquitetura). O CAU é um órgão relativamente novo, criado em 2011, fruto da separação dos conselhos de classe entre arquitetos e o CREA.

 

Por meio deste documento, formaliza-se o contrato entre o cliente e o profissional, estabelecendo as obrigações contratuais e a identificação dos responsáveis.

 

Leia também:

 

Com todos esses documentos em mãos e com a emissão do alvará de construção, o responsável pela obra inscreverá os trabalhadores junto ao INSS e ao FGTS. Ao fim da obra, a Prefeitura efetuará uma fiscalização para emitir o “Habite-se”, que autoriza a ocupação do imóvel, e o Certificado de Conclusão da Obra.

 

Agora que você já sabe os documentos necessários para iniciar uma construção civil de acordo com o Código de Obras, é só colocar a mão na massa.

 

Deseja receber outros conteúdos gratuitos e exclusivos? Assine nossa newsletter!

Comentários

Comments are closed.