Implantação de heliponto: quais cuidados devem ser tomados?

Nos prédios novos, em grandes centros urbanos, é cada vez mais comum a presença de um heliponto. Nos edifícios com finalidades comerciais, essa tendência já ocorre desde a década de 1990.

E a demanda pessoal por esse mercado só cresce. Para se ter uma ideia, o Brasil é líder no ranking mundial de frota de helicópteros urbanos. Atualmente, existem aproximadamente 430 helipontos disponíveis em todo o País.

Mas, quando se fala da implantação de heliponto em imóveis já existentes, é preciso bastante atenção e cuidado ao avaliar a estrutura do edifício, bem como pesar os prós e contras dessa instalação para os condôminos.

 

Qual a infraestrutura necessária para a implantação de heliponto?

implantação de heliponto helicóptero em condomínio

Como em qualquer obra a ser realizada no prédio, o mais importante é a contratação de um bom profissional para avaliar a estrutura atual do edifício e, a partir daí, desenhar um projeto que seja factível para o condomínio. Entenda os benefícios do acompanhamento profissional neste post.

Lembrando que consultar o memorial descritivo e o profissional que foi responsável pela construção do edifício é essencial e evitará muito retrabalho. Em algumas obras, o arquiteto poderá dar continuidade ao projeto, seguindo a mesma linha estética. Em outras, devido às mudanças necessárias, será mais importante dar atenção à funcionalidade que ao estilo adotado para o heliponto.

 

Um heliponto, muitas aeronaves

Diferentemente do que pode se supor, ter o heliponto não garante que qualquer helicóptero poderá aterrissar em seu prédio. Existem dimensões mínimas recomendadas pela Organização da Aviação Civil Internacional (OACI) para construção de um heliponto.

Porém, existem variações de tamanho de acordo com o modelo das aeronaves. Então, antes de partir para o projeto da obra, vale entender qual o interesse dos condôminos para evitar fazer uma instalação que não atenda a necessidade dos moradores.

 

Como é regulamentada a instalação de helipontos?

implantação de heliponto helicóptero em condomínio

Para que seja possível fazer a implantação de um heliponto em seu prédio, será preciso consultar e obter a aprovação de três órgãos. Sem o aval de qualquer um deles a instalação é inviabilizada.

São eles:

  • a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC),
  • o Serviço Regional de Proteção ao Voo da Aeronáutica,
  • a Prefeitura Municipal.

Ao encaminhar sua solicitação nesses órgãos, eles farão a avaliação da documentação e também do local para que seja aceita ou não a implantação do heliponto.

Além disso, o Comando Geral da Aeronáutica orienta sobre as restrições referentes à segurança e regularidades de quaisquer operações aéreas por meio da Portaria 256.

 

Quais reclamações posso ter que enfrentar?

Antes de discutir o tema em uma reunião de condomínio, saiba que os principais receios dos condôminos costumam ser o ruído e a segurança. Do ponto de vista do ruído, existem definições e orientações claras que podem e devem ser consultadas na Norma Brasileira – NBR 10.151.

Nesta norma, além do ruído máximo permitido, é esclarecido também os horários em que o heliponto pode ser utilizado a depender da composição da vizinhança.

Com relação à segurança, a discussão torna-se um pouco mais complicada pois se trata da sensação de vulnerabilidade e que, muitas vezes, está associada ao medo de aeronaves em geral.

Para evitar que as discussões se estendam nesse sentido, vale consultar e apresentar as estatísticas e probabilidades de acidentes que, em geral, são ínfimas, se forem considerados outros riscos que se corre diariamente ao sair de casa. Veja outras dicas para aprovar obras em assembleia aqui.

 

Impermeabilização em heliponto: laje exposta precisa ser impermeabilizada

implantação de heliponto impermeabilização marcação helicóptero

Outra preocupação é em relação às infiltrações. Isso porque um heliponto no prédio pressupõe uma laje exposta às intempéries e, consequentemente, ao risco de infiltrações caso não receba a impermeabilização adequada.

Uma boa solução é o Sistema de impermeabilização em poliéster flexível da Fibersals, uma vez que, além de impermeabilizar a laje de forma definitiva (oferecendo 15 anos de garantia), pode ser usado como acabamento final e já receber as marcações próprias para o heliponto, garantindo agilidade na fase da obra. Para mais informações, entre em contato conosco.

 

Saiba mais sobre a impermeabilização de lajes:

 

Quer dicas para fazer obras e reformas em seu condomínio ou mesmo sobre como lidar com os condôminos? Então, acesse nossos outros posts para síndicos.

Comentários

Comments are closed.