Cobertura de garagem: o que levar em conta antes de fazer

No Brasil o número de pessoas que possuem carro aumenta a cada ano. E com isso, é uma cultura no país que as casas e edifícios em geral sejam projetados com garagens e espaços para acomodar um ou mais veículos, para protegê-los contra roubos, sujeira, folhas e galhos de árvores e também das intempéries como sol, chuva, ventos. Nesse momento, surgem algumas dúvidas muito comuns: qual é o melhor tipo de cobertura de garagem? No caso de garagens e vagas de estacionamentos sem cobertura em edificações prontas, qual é a melhor escolha? Como é a construção e manutenção?

Neste post vamos entender mais sobre coberturas de garagens, como escolher a melhor opção e que tipo de profissional devemos procurar.

 

cobertura de garagem de condomínio garagem coberta

Os benefícios de uma garagem coberta

Todo mundo que tem carro sabe que ele se desvaloriza ao longo dos anos, e por isso, toda ação que visa preservar a sua vida útil é bem-vinda. Sendo assim, um dos principais benefícios da cobertura é a própria conservação do veículo. A pintura que fica exposta a uma alta incidência de raios solares se desgasta com mais facilidade. Além disso, o carro ao ar livre está sujeito a chuvas fortes, ventos que podem derrubar galhos de árvores, sujeira e poluição no ar, dejetos de animais e tantos outros que sujam o exterior ou ainda que podem causar danos à lataria.

Um outro ponto importante a ser lembrado é a dificuldade de entrar em um veículo que ficou muito tempo no sol devido ao calor. Essa temperatura elevada demora a ser dissipada, mesmo depois de o carro estar em movimento.

No caso de condomínios, todos os benefícios da garagem coberta podem representar uma valorização no valor do imóvel, pois ela acaba sendo um item essencial para muitas pessoas que estão comprando um apartamento.

 

Planejamento

Antes de escolher o tipo de cobertura de garagem e executar a obra, é preciso levar em consideração alguns pontos importantes.

Primeiramente, a cobertura da garagem representa um acréscimo de área construída, portanto, é preciso uma aprovação do projeto junto à prefeitura e aos órgãos competentes. Para isso você vai precisar de um engenheiro ou arquiteto. Esses profissionais são habilitados para elaboração do projeto e encaminhamento para aprovação, juntamente com uma ART (Anotação de Responsabilidade Técnica) ou RRT e demais documentos legais.

O ideal é que o projeto de cobertura de garagem siga o padrão arquitetônico do restante da construção, para não haver divergências que possam desvalorizar o ambiente. Outro ponto importante a ser pensado é que quanto mais aberturas, mais fácil vai ser dissipar o calor e os gases emitidos pelo carro pois haverá maior ventilação.

 

cobertura de garagem de condomínio

Tipos de cobertura de garagem

 

1. Estrutura Metálica e de Madeira + Telhas

Fazer uma cobertura de garagem com telhas é a solução mais comum, e talvez a mais empregada nas casas em todo o Brasil. É um sistema de instalação sem complicações, e há uma grande variedade de opções de materiais. Além disso, também há bastante disponibilidade de mão-de-obra por ser uma técnica construtiva tradicional.

A cobertura de garagem feita com telhas normalmente é feita permitindo aberturas nas laterais, o que facilita a ventilação. A estrutura é simples, com pilares e elementos para suportar as telhas. No caso de uma garagem menor, é mais viável economicamente optar por madeira ou alvenaria e concreto. Já no caso de uma garagem de condomínio, é possível que a opção por estruturas de perfis metálicos seja mais interessante devido a uma maior velocidade de execução.

Já com relação às telhas, há a opção das telhas comuns de barro ou concreto, fibrocimento e ainda telhas metálicas. A escolha deve levar em consideração a altura da cobertura: telhas metálicas, por exemplo, não são as mais indicadas para coberturas baixas pois o ambiente pode ficar muito quente.

 

2. Policarbonato

A cobertura de garagem feita com policarbonato é uma alternativa que vem sendo utilizada como opção para quem não quer coberturas tradicionais de telhado. São materiais transparentes e, por isso, deve ser levado em consideração o nível de sombreamento desejado. Se a intenção é justamente não bloquear a incidência solar e perder a luminosidade, essa é uma boa opção.

Tanto a estrutura da cobertura como as placas de policarbonato proporcionam um ar de leveza e modernidade. Essa é uma escolha muito comum em edifícios comerciais, ou ainda em estacionamentos de shoppings e supermercados, em partes também pela facilidade de instalação e manutenção, caso necessário.

 

3. Pergolados

Pergolados são estruturas de madeira ou concreto que fazem uma cobertura parcial. Esse tipo de sistema é pouco prático do ponto vista de proteção ao carro, pois não bloqueia totalmente a incidência de chuva, sol, dejetos e outros problemas. Para contornar esse problema, é preciso de algum material para ajudar a compor a cobertura.

A escolha por esse tipo de sistema, portanto, está mais ligada à arquitetura e ao aspecto paisagístico. É possível cultivar plantas sobre o pergolado, e fazer da cobertura da garagem mais um elemento da decoração.

 

4. Tecidos e Lonas

Outro sistema muito popular é o de tecidos. A estrutura para esse tipo de cobertura de garagem é o mais leve, se comparado a outros mais tradicionais, justamente porque os tecidos, toldos e lonas são mais leves. Consequentemente, dependendo da escolha do material, pode ser uma opção mais barata.

Um tipo de sistema que se tornou bastante popular é o de tecido tensionado. É possível usar formas mais modernas para a estrutura e tensionar os tecidos de diferentes formas, sendo o resultado final um aspecto moderno e agradável. Porém, novamente, se conforto térmico for uma preocupação, esta pode não ser a opção mais adequada.

 

5. Laje

Por fim, uma outra forma bastante utilizada no Brasil é a cobertura de garagem com lajes. Esse tipo de cobertura garante proteção de intempéries, além de conforto térmico.

Um ponto muito importante para ser lembrado, entretanto, é a impermeabilização. Uma laje com problemas de infiltração pode permitir infiltração de água, e além de ser um risco para a segurança estrutural, pode acabar causando problemas para os veículos, uma vez que a água infiltrada carrega sais alcalinos. Para tirar todas as dúvidas sobre impermeabilização de lajes, clique aqui.

Em condomínios, também é muito comum acontecer de uma cobertura de garagem ser feita sobre uma laje – no caso de uma mezanino, por exemplo. É preciso levar em conta que essa estrutura pode ocasionar um sobrepeso na laje, por isso, sempre tenha o acompanhamento de um profissional.

 

Em qualquer situação, áreas externas estão sujeitas à umidade e merecem atenção especial. O sistema poliéster flexível da Fibersals é ideal para garantir a impermeabilização e evitar problemas com infiltração. Saiba mais!

Comentários

Comments are closed.