Agressões químicas e a impermeabilização de pisos industriais

Os pisos industriais, diferentemente dos pisos comuns de residências e edificações comerciais tradicionais com baixo tráfego de pessoas, são elementos estruturais que desempenham um importante papel para a segurança, solidez e durabilidade em um ambiente fabril.

 

Cada segmento da indústria vai exigir esforços específicos do piso, seja por tráfego de veículos pesados, áreas de manobras para máquinas e empilhadeiras, armazenamento e estoque de produtos, manutenção e limpeza em indústrias de alimentos e químicos.

O tipo de uso do piso é que define as diretrizes do projeto.

 

Todavia, independentemente do segmento e tipo de trabalho que será executado, todo piso industrial precisa ser devidamente dimensionado, corretamente executado e impermeabilizado para estar protegido contra os ataques da umidade.

 

A atenção especial para impermeabilização ocorre em fábricas que deixarão o piso sujeito à ataques químicos.

Nestes casos, o sistema de impermeabilização deve ser capaz de suportar os ataques destes agentes, sem comprometer a proteção da estrutura de concreto.

 

Diferença de piso comum e piso industrial

impermeabilização de pisos industriais

 

É preciso, primeiramente, estar familiarizado com o conceito de piso industrial. Diferentemente dos pisos comuns, o piso industrial trabalha como um elemento estrutural, capaz de receber, suportar e distribuir esforços solicitantes.

 

O tipo de dimensionamento, como vimos, vai variar de acordo com a situação de uso da fábrica. Dessa forma o projetista é capaz de prever as cargas permanentes e acidentais para o correto dimensionamento da armadura do concreto.

 

É errôneo, portanto, entender o piso industrial como uma simples regularização de contrapiso.

O piso industrial é armado, e capaz de suportar cargas; já o contrapiso é uma camada de regularização superficial, em preparação para o revestimento final, que pode ser um azulejo, por exemplo.

 

Todo elemento estrutural de concreto armado sujeito à ação de umidade e agentes ambientais agressivos deve ser protegido através por um sistema de impermeabilização.

Esta diretiva se aplica especialmente para lajes de cobertura, terraços, marquises, varandas e pisos industriais.

A impermeabilização protege o concreto de patologias decorrentes da presença de umidade, em especial da presença de matéria orgânica e corrosão de armaduras.

 

Resistência à ataques químicos de pisos industriais

impermeabilização de pisos industriais

 

Em relação à indústrias cujo a área de atuação envolve produtos químicos, agentes agressivos para limpeza e manutenção e situações gerais em que haja presença de produtos reagentes, o sistema de impermeabilização deve ser capaz de suportar estes agentes sem comprometer a proteção do elemento estrutural.

 

Nesta categoria de indústria estão, logicamente, as indústrias que lidam diretamente com agentes químicos, como por exemplo indústrias farmacêuticas, e também de tintas, solventes, reagentes, materiais de limpeza e similares.

 

Alguns tipos de segmento de indústria, como por exemplo o setor de alimentos, deve seguir as normas dos órgãos reguladores em relação à limpeza e assepsia do local, e por isso a manutenção do piso é feita com maior periodicidade e também com uso de produtos químicos.

 

Sistemas comuns e resistência à ataques químicos

impermeabilização de pisos industriais

 

Sistemas de impermeabilização tradicionais, utilizados comumente na impermeabilização de lajes, vigas e pilares em edificações uni e multifamiliares e comerciais em geral, não possuem elevada resistência à ataques constantes de agentes químicos.

 

Dessa forma é preciso ter cuidado com a utilização de alguns tipos de sistemas de impermeabilização em pisos industriais, pensando em especial no tipo de utilização e na durabilidade do sistema.

 

É importante frisar o termo durabilidade, pois as patologias causadas pelos ataques de agentes químicos tendem a diminuir o tempo de vida útil do sistema de impermeabilização.

A grande maioria dos sistemas tem um prazo de validade ou garantia fornecida pelo fabricante, e que também está diretamente ligada com a qualidade da mão-de-obra que executa o serviço.

 

Portanto, o dimensionamento da resistência do sistema e consequentemente a escolha do sistema impermeabilização do piso industrial deve levar em considerações fatores importantes como: o segmento industrial e tipo de uso da fábrica, disponibilidade de material e mão-de-obra especializada para execução do serviço, garantia e durabilidade, possibilidade de reforços e manutenção pontuais quando necessário, como será feita a reforma e substituição completa do sistema quando necessário.

 

Os custos da parada fabril

impermeabilização de pisos industriais

 

O prejuízo causado pelo tempo de parada de atividades de uma fábrica para reparos e substituição de um sistema de impermeabilização é de extrema relevância para a indústria e é um dos principais pontos de atenção em um piso industrial.

 

Em uma casa ou edifício comercial as áreas impermeabilizadas são consideradas pequenas quando comparadas à grandes complexos industriais e as intervenções para reparos são de menor escala. Em ambientes industriais, todavia, intervenções de reparo e substituição que inviabilizam o uso do espaço geram prejuízos financeiros diretos pela parada da produção.

 

Quando é feito o cálculo dos custos de uma parada fabril, por dia de paralisação, é possível ter uma boa noção da diferença de uma reforma rápida para uma grande intervenção demorada.

E nessa conta entram, além do tempo parado, a necessidade de se retirar equipamento, desmontar máquinas, risco de quebra e perda de maquinário e matéria-prima.

 

Por isso é possível pensar na impermeabilização de um piso industrial em dois momentos: durante a escolha do sistema, para que ele seja capaz de resistir aos esforços solicitantes do uso da edificação, e quando for o caso, resistir aos ataques de agentes químicos.

O outro ponto a ser considerado, é, portanto, os custos e prejuízos que serão causados durante a parada fabril para refazer o sistema.

 

Já existe no mercado um sistema de impermeabilização capaz de resistir à choques mecânicos e agressão de agentes químicos que pode ser aplicado tanto na fase de obra, como sobre um sistema preexistente, sem causar sobrepeso e sem a necessidade de uma extensa parada fabril.

O poliéster flexível de alto desempenho foi desenvolvido pela Fibersals, e é executado por equipe própria altamente especializada, para garantia de uma execução de qualidade.

 

Faça um orçamento de impermeabilização de pisos industriais









 

Quer saber mais sobre nosso sistema de impermeabilização de pisos industriais? Fale com nossa equipe!

Comentários

Comments are closed.