Cuidados para se fazer uma horta no condomínio

Já pensou fazer o seu tempero de salsa e cebolinha com ambas plantadas na horta do seu condomínio? E comer uma salada com a alface cultivada neste mesmo espaço? Delícia, não é mesmo? Fazer uma horta no condomínio é possível, mas serão exigidos alguns cuidados, sem os quais a horta pode se transformar num problema. Um deles é a impermeabilização das floreiras de forma adequada.

 

Mãos à obra?

Pegando carona na onda de sustentabilidade, muitos condomínios no Brasil estão adotando a horta comunitária, tanto para atender à questão ambiental, quanto para garantir uma alimentação mais saudável para todos os moradores e ainda praticar de forma mais harmoniosa a vida em comunidade. Há casos bem sucedidos, mas há também alguns fiascos. Por isso, a organização e os cuidados são importantes.

Antes de mais nada, a ideia precisa ser aprovada em assembleia. Se a horta for feita numa área não construída pode ser caracterizada como obra útil e ai basta a aprovação da maioria simples. Porém, se o plano é fazê-la em algum local já construído, o quórum necessário para aprovação será de dois terços dos condôminos. Não tem como fugir disso já que os artigos 1341 e 1342 do Código Civil deixam claro estas regras. Já falamos sobre obras e a Lei dos Condomínios neste post, vale a pena conferir! Veja também:

Feito isso, será necessário destacar interessados em participar do projeto e envolvê-los com suas respectivas responsabilidades para implementação e manutenção constante e cuidadosa deste novo espaço. Aproveite a anuência dos condôminos para já decidir quais  vegetais frescos serão plantados para atender ao gosto da maioria.

 

Veja mais dicas e cuidados a serem tomados para o sucesso da horta do seu condomínio

horta no condomínio dicas de como fazer

 

  • Dependendo do tamanho da horta, analise se será necessária a contratação de um jardineiro. Os cuidados são simples: molhar, tirar plantas daninhas e, claro, colher. Mas será que os moradores dão conta do recado? Caso optem pelo jardineiro, avalie os custos e divulgue-os a todos;
  • Prefira locais que recebam muitas horas de sol por dia. Este tipo de plantio não dá certo se tiver muita sombra;
  • Comece plantando ervas, temperos e chás. Quando pegar prática, aí sim, plante as hortaliças que demandam maiores cuidados;
  • Decida em grupo como será a distribuição da colheita. Todos querem receber regularmente? Os condôminos ficarão livres para colher na horta sempre que quiserem?
  • Divida as plantas em dois grupos: as que precisam de profundidade maior que 60 cm (manjericão, louro, pimentas, capim cidreira e alecrim) e as que não precisam (cebolinha, orégano, salsinha, coentro, tomilho, hortelã e manjerona);
  • Uma receita simples para preparar o solo é colocar argila expandida, areia grossa e por cima uma camada de composto de terra com húmus ou esterco de vaca;
  • Dependendo do que for plantado e da temperatura da região onde fica seu condomínio, pesquise sobre a real necessidade de água. As plantas devem ser regadas adequadamente porque a falta faz tanto mal quanto o excesso;
  • É importante adubar a horta de forma a acrescentar os nutrientes necessários para o desenvolvimento de cada uma das plantas;
  • O combate às pragas também é fundamental. Ele pode ser realizado por meio da rotação das culturas. Isso evita, também, o desgaste do terreno. Mas há também alguns produtos no mercado que são bastante indicados para o eficaz combate às pragas;
  • Para montar o canteiro, prefira os tijolos e uma impermeabilização eficiente no local para evitar qualquer tipo de infiltração e não transformar a horta num problema com altos custos e muita incomodação. O Sistema Fibersals é uma ótima opção para impermeabilização. É uma solução definitiva, com 15 anos de garantia e que é aplicada diretamente sobre a superfície existente, formando um revestimento já com acabamento. Sem transtorno, sem quebrar e sem entulho. O serviço é realizado mais rapidamente, uma vez que não é necessário quebrar nada.

Então? Ficou interessado em fazer uma horta comunitária no seu condomínio? Tem uma história de sucesso para compartilhar? Conte pra gente!

Comentários

Comments are closed.